Remédios

Remédios

Hábito corriqueiro para bilhões de habitantes do planeta: ir a farmácia e comprar remédios.

Alguns com receita, outros não.

Alguns com “tarja preta”, outros não…

Toma-se remédio, pois se está doente.

Hoje não falaremos destes remédios, mas dos remédios do espírito, remédios que curam mesmo antes que fiquemos doentes.

Se adotarmos alguns hábitos e dispensarmos alguns outros, não precisaremos mais ir a farmácia.

Vejamos, então…

A) Respiração

Você já deve ter observado como a sua respiração se altera quando você passa por alguma emoção. Um susto coloca sua respiração aos saltos, o medo faz com que respire de forma entrecortada, o nervosismo faz com que respire muito rápido, etc.

As emoções alteram o comportamento do corpo físico. É por este motivo que a sua respiração varia conforme varia o seu estado de espírito.

A respiração pode ser entendida, pelo plano terreno, como uma simples necessidade do nosso organismo, quanto ao abastecimento de oxigênio de nosso sangue. Nada mais simples, que aprendemos no colégio.

Mas ela é bem mais do que isso: a respiração pode abastecer não só o corpo com oxigênio, mas o espírito com a força vital (o prana).

A respiração fisiológica é automática. Ocorre sem que você pense nela. Mas seria muito bom se todos pudessem praticar o que se chama de RESPIRAÇÃO CONSCIENTE.

Este tipo de respiração possibilita que não só encontremos o equilíbrio, a necessária calma no dia-a-dia, como previne o aparecimento de qualquer doença.

O que seria, então, respirar de forma consciente?

Todos os dias podemos exercitar a respiração consciente, quando nos desligamos do ambiente ao nosso redor e nos concentramos apenas em nossa respiração. Você verá como ela tende a variar, a medida em que alguns pensamentos ainda estiverem presentes na sua mente!

A medida em que se desligar dos pensamentos, veja como a sua respiração fica mais lenta, mais calma

Neste instante, sentindo cada inspiração e cada expiração, perceba o prana sendo absorvido pelo seu espírito. Observe a paz, o equilíbrio

Como seria maravilhoso que todos os habitantes do planeta pudessem descobrir que este simples hábito lhes daria harmonia e saúde…

Use a respiração consciente como um remédio, quando se encontrar nas seguintes situações:

– quando estiver triste (você não deveria ficar, pois o princípio da aceitação deveria ser adotado o tempo todo, mas vamos que, em alguns instantes, você fique triste): expire lenta e profundamente;

– quando estiver nervoso (a) (você também não deveria ficar, seguindo novamente o princípio da aceitação): inspire lenta e profundamente;

– quando estiver com medo: faça os dois (inspire e expire lenta e profundamente).

Contudo, observe que, se você praticar a respiração consciente todos os dias, dificilmente se sentirá nervoso (a), triste ou com medo.

RESPIRE CONSCIENTE.

B) Ativação da pineal

A glândula pineal é, há milênios, reconhecida como um portal de ligação entre o físico e o espiritual. Ela comanda o funcionamento de todas as demais glândulas do nosso corpo.

Reconhecer que não somos apenas um corpo e que nossa dimensão não possui qualquer limite permite que a glândula pineal fique “ligada”. Esta “ponte” entre o mundo tridimensional e o mundo espiritual, entre o espaço terreno (limitado) e todo o universo, permite uma atuação equilibrada da pineal em conjunto com a glândula pituitária.

O funcionamento do corpo passa a ser equilibrado, uma vez que todas as demais glândulas atuam em conjunto, segregando a quantidade necessária de hormônios.

Assim, a nossa “ligação espiritual” também deve ser transformada em um hábito diário. Estabelecer contato com o plano espiritual, agradecer por nossa vida todos os dias, orar, vibrar pelos necessitados, pelo planeta, faz com que a pineal fique “ligada”.

ATIVE SUA PINEAL.

C) Pensamentos

A força dos pensamentos é tamanha que, ao pensarmos, influenciamos a produção de hormônios e estes últimos, a produção de compostos bioquímicos que se espalham pelo corpo, pela corrente sanguínea. Poucos sabem disso, claro…mas todos já sentiram os seus efeitos!

Basta lembrar como fica o seu corpo quando você sente raiva, revolta, ódio, etc. As reações bioquímicas aparecem na hora: dor de cabeça, tontura, um “peso” no estômago, tremedeira, choro…

Mas lembre-se: quais são as reações quando você se sente equilibrado (a), em paz, calmo (a)? Nenhum incômodo, nenhuma dor, nenhum “peso”!

Assim, o exercício de “pensar antes de pensar” (escolas iniciáticas orientais ensinam isso há milênios…) obtém como retorno ao nosso organismo a ausência de doenças. Se “pensarmos antes de pensar”, não cometeremos qualquer erro, qualquer injustiça, não estaremos agredindo ninguém, nem a nós mesmos. O pensar de forma equilibrada, sem revolta, sem vingança, sem ódio, aceitando que os outros sejam egoístas, injustos, invejosos, sem que VOCÊ SEJA AFETADO POR TAIS INCOERÊNCIAS, TRAZ PAZ E EQUILÍBRIO.

Esta paz só pode resultar em saúde.

Portanto, aprender a “pensar antes de pensar”, faz com que você só aja depois que pensou mais do que uma vez em qual tipo de ação deve adotar.

Quando pensamos automaticamente, nossa reação costuma ser a de IMPULSO. E o ser impulsivo é aquele que comete erros sem ao menos se dar conta de que o que faz é errado… boa parte da população é assim, não é?

Pois bem, boa parte da população está doente. Imagine os motivos…

O ser que pensa duas vezes antes de agir, REFLETE, pergunta a si mesmo se o caminho escolhido é, de fato, o ideal, e dificilmente se verá em situações difíceis, em turbulências da vida.

Pensar antes de agir, controlar pensamentos, perguntar a si mesmo qual é o melhor caminho, a melhor atitude, é um REMÉDIO MILAGROSO

PENSE ANTES DE AGIR.

D) Ativação do seu DNA

Todas as nossas memórias, de tudo o que fizemos, se encontram no nosso DNA. É o que se chama de memória celular. Não importa quanto tempo tenha passado e quantas reencarnações, nossos arquivos reencarnatórios, nossos bancos de dados, estão lá.

Assim, o medo, a mágoa, a revolta, os traumas, a insegurança, a dúvida, estão lá. Nosso acesso a tais sentimentos pode ser feito, da mesma forma que aos nossos registros akáshicos.

Mas também estão na nossa memória a sabedoria, a caridade, o respeito, a mansuetude, o equilíbrio, o discernimento, a reflexão, o conhecimento, as técnicas, a cura que exercemos quando atuamos como índios, como feiticeiros, como alquimistas.

Assim, a escolha do que acessar em nossa memória serve como um excelente método para manter a saúde. Manter-se seguro de si, confiante e fazendo reflexões diárias de como se pode melhorar continuamente, ajuda muito a acessar apenas as memórias que promovem a nossa evolução. Com isso, não ficamos doentes.

O DNA é perfeitamente consciente e reage as suas emoções, idéias, sentimentos e pensamentos. A “programação” do nosso DNA estamos fazendo todos os dias e Gaia grava tudo e mantém tudo armazenado. Cada sentimento, cada idéia, cada decisão que tomamos, estabelece uma consciência em nosso DNA. As reações ocorrem numa cadeia, do sutil para o material, e as reações são observadas em nosso corpo físico, ou como doenças, ou como saúde.

Portanto, pense bem da próxima vez que você tiver idéias, sentimentos, pensamentos, desejos, decisões: você estará PROGRAMANDO O SEU DNA.

E) Perdoar

O MELHOR REMÉDIO, mas o mais difícil de se obter (não se encontra em qualquer farmácia!).

Se tivéssemos perdoado a todos a quem devemos perdoar, nenhuma doença apareceria em nosso corpo. Não existiriam bolsões com sofredores que criamos em outras vidas, ligados energeticamente a nós mesmos…

A FALTA DE PERDÃO é uma DOENÇA DO ESPÍRITO.

Seus reflexos aparecem no corpo, é óbvio!

Se lembrarmos que há mais de 2.000 anos o Mestre, o Médico dos Médicos, já havia nos prescrito esta “receita”, já estaríamos em outra condição…

Assim, busquemos em “nossa farmácia”, ou seja, dentro de nosso próprio espírito, a capacidade de perdoar. Libertar-se de um peso (tradução: ódio, vingança, ressentimento, mágoa), alívio obtido por perdoar alguém, é sinal de saúde e felicidade.

É limpar bolsões de sofrimento que se encontram no plano maior, é liberar o fluxo de energias por nossos canais energéticos (chacras, nádis, meridianos), desbloqueando massas de energia negativa, suja e grudenta, que afetam nosso corpo.

Lembre-se de perdoar a si mesmo (a).

PERDOE.

Lembrem-se, irmãs e irmãos: não há necessidade de remédio quando não ficamos doentes. E já aprendemos que as doenças não aparecem no corpo em função de vírus, bactérias, de infecções, de azar, etc.

As doenças aparecem no corpo pelas doenças do espírito.

Se você confiar, a saúde se manifesta.

Se você duvidar, a doença se manifesta.

Se você amar, a saúde se manifesta.

Se você odiar, a doença se manifesta.

Você quer vingança? Ficará doente…

Você consegue perdoar? Ficará saudável…

Creio que vocês já sabem o que escolher.

 

Irmão Rodrigo.