Âmago

Âmago

Nosso tema de hoje fala de sua essência.

Quem é, de fato, você?

Quem somos nós?

A essência do ser, o âmago do ser, é derivada da criação divina.

Cada um de nós é como uma fagulha divina, a partir da criação Dele.

Nos diversos caminhos e experiências, acabamos nos acostumando a um certo distanciamento de nosso âmago. Perdemos como que a nossa ligação com a essência divina.

Muitas atitudes que adotamos foram praticadas sem a participação de nossa essência, uma vez que, iludidos pelo mundo que nos cerca, e distanciados de nosso âmago divino, o ego assumiu vontades, desejos, tomou decisões, sentiu poder…

Quando em outras mensagens os avisamos para que perdoem a si mesmos, estávamos falando de momentos em que a sua essência, o seu âmago, estavam assistindo você tomar atitudes, mas não participavam das decisões. Seu âmago não permitiria que você errasse…

Nosso âmago é silencioso.

Ele não tem necessidades, desejos, impulsos.

Ele é calmo, equilibrado.

Não há qualquer dor ou sofrimento no nosso verdadeiro “eu”.

A energia do âmago inunda cada célula dos seus diversos corpos, desde os mais sutis, até o corpo físico. Ela se encontra presente em todo o seu ser, cada fio de cabelo, no seu DNA, nas moléculas de cada tecido.

Mas, como já dissemos, podemos nos distanciar e assim o fizemos há milênios ou séculos, dependendo de cada caso.

Não há presença do âmago quando sentimos ódio, revolta, medo, desespero, mágoa, dor, desconfiança, ganância, mentira, dissimulação.

Mas há a presença do âmago na verdade, na integridade, no amor, na sabedoria, na caridade, na amizade sincera.

Cada vez que somos criativos, sentimos alegria e entusiasmo, queremos realizar algo que não signifique apenas um ganho individual, mas que tenha a visão coletiva, nosso âmago está lá, agindo e criando, pois ele representa a criação divina.

Quando curamos (a nós e aos outros), nosso âmago está ativo e brilhante. É um momento de muita felicidade, pois nada tememos, nada desconfiamos. Estamos em plena atividade divina, em sintonia com Nosso Criador.

Então, o âmago, a essência do ser, o seu lado divino, deve estar sempre desperto e ativo.

Como fazer isso?

Bem, é bom saber que você tem um ponto em que se localiza o seu campo energético do âmago. Trata-se da Estrela do Âmago. Ela está quatro centímetros acima do seu umbigo. Os orientais o conhecem há milênios.

Heyoan, canalizado por Barbara Ann Brennan em Luz Emergente (1993), nos indica que este é o seu verdadeiro “eu”, a sua essência mais profunda. Quando este verdadeiro “eu” cria, a criatividade sai deste ponto e se desloca para outro ponto, desta vez quatro centímetros abaixo do seu umbigo, onde está o Hara, ou o Tan Tien.

O Hara é a moradia das suas intenções. Ele concentra os seus objetivos de vida, a sua missão. Só esta simples informação já é de suma importância!

Quando conseguimos nos equilibrar e sentir a energia da Estrela do Âmago, combinamos esta energia criativa com a energia das intenções! Nesta sintonia, os resultados só podem ser bons! Muita paz, saúde e realizações!

O Hara, campo magnético e energético com diâmetro de seis centímetros, recebe em seu eixo a Linha do Hara, que estabelece ligação energética com o centro da Terra. O Hara permitiu que você, antes de reencarnar, criasse o seu corpo, lhe desse as características e a força vital para a sua existência no plano terreno.

A Linha do Hara lhe permite manter seu corpo físico devidamente alimentado pela energia planetária (energia kundalini). Mas também permite que você faça a ligação com o plano espiritual, pois a parte superior da linha capta as energias espirituais e lhe lembra a sua essência, que é espiritual. Assim, a Linha do Hara nos alimenta em dois níveis: o espírito (acima) e o corpo (abaixo).

Equilibrado, o conjunto Estrela do Âmago, Hara e Linha do Hara nos permitem uma reencarnação equilibrada, saudável, o cumprimento de nossa missão, a aceitação plena do processo reencarnatório, sem medo, sem ansiedade, com plenitude, coragem e amor.

Ao transmitirmos a energia criativa da Estrela do Âmago para o Hara e para a Linha do Hara, atingimos a nossa aura com a energia vital, campo energético que se encontra ao nosso redor e que influencia a nossa personalidade. Os resultados aparecem, então, no nosso corpo físico.

Quando permitimos que este processo ocorra, não há qualquer sofrimento, doença ou dor. Não há medo ou ansiedade, raiva ou revolta, mentira ou desconfiança.

Mas quando bloqueamos a energia da Estrela do Âmago, o fluxo vital é interrompido. A doença e a dor aparecem, os conflitos e a insegurança se fazem presentes. Ficamos como “perdidos”, aflitos e com a vida sem sentido. Trabalhamos, corremos, compramos bens materiais, mas um “vazio” é sentido na alma. Discutimos muito, entramos em atrito, nos revoltamos.

Nos distanciamos de nossa essência.

O processo consiste, pois, de todos os dias nos lembrarmos destas estruturas vitais e energéticas que temos: Estrela do Âmago, Hara e Linha do Hara e Aura. Tudo que sentirmos, pensarmos e realizarmos deve envolver estas estruturas energéticas.

Dias atrás, pedimos a todos que “pensem antes de pensar” e que “pensem antes de agir”. A intenção era clara: antes de responder a alguém, ou de dar uma opinião, começar uma discussão, revidar, revoltar-se, etc., podemos e devemos agir concentrados na Estrela do Âmago. Ela não possui qualquer ligação com o tempo ou o espaço. Não se encontra “contaminada” por pensamentos de ódio, revolta ou medo.

O âmago é sábio. O âmago é AMOROSO.Não há como errar quando o mantemos ativo.

Lembremos que já lhes foi explicado que as pessoas estão “dando o seu melhor”. Elas agem conforme o entendimento da vida que têm, conforme as suas vontades, conveniências e ansiedades. Elas ainda não conseguem entender o “todo” e o conceito de que todos somos “UM”.

Desconhecem a Estrela do Âmago, o Hara, etc. Não sabem que são divinos.

Encontram-se no meio de um processo ilusório, de limitações, sofrimento, medo, doenças.

Agem basicamente por instinto de sobrevivência, pois só compreendem o plano terreno.

Estão buscando algo, mas ainda não sabem o que.

Por isso, o egoísmo, o imediatismo, a insegurança, a raiva, a busca do prazer insano, o uso de drogas, bebidas, emoções fortes, baladas, etc.

A insatisfação é grande e a sensação de que há um vazio na vida é imensa.

Esta é, infelizmente, a realidade atual da maioria.

A maioria mantém a energia da Estrela do Âmago bloqueada.

O resultado nós todos já conhecemos.

Esta mensagem lhe lembra que você não pode mais voltar a esta condição. Já está num outro grau de entendimento.

Da próxima vez que você se revoltar com uma situação, sentir raiva ou medo, quiser revidar, sentir vontade de se vingar, PARE.

VOCÊ ESTÁ SE ESQUECENDO DE QUEM VOCÊ É!

NÃO PERMITA QUE ESTE BLOQUEIO ACONTEÇA!

Refaça a conexão com a Estrela do Âmago.

Silencie sua mente.

Sua essência é imaculada. É divina.

O ser divino é AMOR.

Não existe ódio ou vingança lá. Portanto, não existe ódio ou vingança em VOCÊ.

Deixe que o verdadeiro impulso vital, a sua essência, direcione a sua vida.

Fiquem em Paz!

Preparem-se para as mudanças que virão em 2012!

Lembrem-se, para SEMPRE, dos ensinamentos de hoje!

Eles farão a diferença!

Irmão Rodrigo.

 Obs.: texto escrito originalmente em 30 de dezembro de 2011.